janeiro 28, 2009

Recordações da Bienal

Mais uma edição da Bienal de Cultura e Arte da UNE chegou ao fim, dessa vez a sede foi a capital baiana, que distribuiu as inúmeras atividades do evento por quase toda cidade, concentrando as principais no Passeio Público (Teatro Vila Velha). Apesar das expectativas terem sido muitas, não houve um bom aproveitamento do evento por parte da maioria dos alunos de artes visuais da UFS devido à grande desorganização que permeou toda a logística do evento.

Já no que diz respeito à vivência universitária houve uma grande recompensa, pois a interação com pessoas de outros estados foi bastante significativa para a delegação Sergipe, que se manteve animada na VI Bienal da UNE do início ao fim, sendo um dos pontos altos do evento a intervenção que realizamos na quarta-feira no alojamento da Escola Parque ao som de muito forró, xote, xaxado e baião.

Confiram abaixo algumas das imagens da delegação Sergipe na 6ª edição da Bienal da UNE

Na rodoviária de Aracaju embarcando para Bienal


Credenciamento no Teatro Vila Velha


Desalojados no Passeio Público: esperando o ônibus para Escola Parque


Apresentação do grupo Nação na mostra estudantil de música


Duelo de MC's: convite para debate sobre hip hop e politização


Vivência universitária antes do cortejo junino no alojamento


Delegação Sergipe tomou conta do palco principal do alojamento


Houve tempo também para passeios históricos como visitar o Pelourinho


No Passeio Público esperando o ônibus para o alojamento


Delegação Sergipe na praia de Itapoã


Movimentação no Teatro Vila Velha: 'QG' do festival

Café da manhã animado todos os dias


Alojamento da Bienal: Escola Parque

Alinhar ao centro

10 comentários:

  1. hey !!
    perdi a festa =/

    mas.. tipow
    to com saudades de vcs pessoal

    =)

    ResponderExcluir
  2. a bienal foi uma boa oportunidade de criar mais interação entre alguns dos colegas de curso, conhecer melhor as pessoas(principalmente a gangue do cabiêlo).

    ResponderExcluir
  3. Agora vc's são foda, com tanto pedágio e ainda ficam em Barracas? eram pra vc's ficarem no Otton
    kkkkkkkkkkkkkkk
    xerooo

    ResponderExcluir
  4. ja deixou saudades. p ser sincero teve mais diversão do que produção. o bom é que conheci pessoas novas de todo país e tb do próprio curso.

    ResponderExcluir
  5. Galera,

    Vc são são muuuito foooodddaaa... Muita massa conhecer vcs... (Eu conheci vcs na rampa, nós tomamos vinho e cantamos).

    Kenedy
    (Menino do Paraná)

    ResponderExcluir
  6. a bienal foi uma decepção pra mim. Decepção em termos estruturais, de produção cultural e artística, de organização e logística, enfim uma decepção com os organizadores do evento, entretanto foi uma grande surpresa positiva no quesito vivência estudantil. Gostei bastante de passar esses 6 dias com essa galera maraaaaaa do curso de artes visuais e afins da UFS. Foi super divertido e diria muito produtivo nesse âmbito!
    Valeu galerinha e que venha agora o XIII Enearte na Bahiaaaaa! ;D

    ResponderExcluir
  7. o mais legal foi msm ir p a praia, sair tocando e dançando quadrilha no alojamento, dormir na barraca,conversar d madrugada na grama...só fiz um mini curso mt mt bom! e isso pq entramos no onibus errado e fomos parar lá,hauhuau

    ResponderExcluir
  8. A bienal foi MARAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    SALVADOR É MARAAAAAAAAAAA


    Ó PAÍ Ó

    ResponderExcluir
  9. De fato esta Bienal foi muito mais diversão e vivência que produção.
    Mas ela serviu também para aumentar a relação entre os poucos que se esforçaram para estarem lá (a gangue do Cabêalo)e estes não desperdiçaram o esforço, aproveitamos bem, fizemos nossa diversão e ainda a dos outros.

    Já falando em produção, foi difícil saber onde estavam acontecendo as atividades e horário, mas ainda consegui participar de algumas principalmente apresentações musicais, teatrais e exposições.

    Quero deixar aqui um muito obrigado à colega Lenaide pelo esforço que fez para tentar conseguir, através da UFS, um transporte para nós. Mesmo não conseguindo sei do esforço que fez e do que passou. Infelizmente houve um jeitinho brasileiro no meio do caminho.

    No mais, agora é aprender com o que vivenciamos e tirarmos lições pra uma próxima. Vamos começar de cedo o esforço para irmos ao XIII Enearte, tentar o que tentamos e o que não deu tempo de tentar, preparados para o caso de acontecer, de novo, algum "imprevisto".

    Valeu galera!!

    ResponderExcluir
  10. gente.. vcs acamparam????
    O.O

    ResponderExcluir